Lésbica protesta contra livro que critica união gay

Livro escrito por padre e juiz está sendo lançado na semana em que Portugal pode aprovar casamento gay

Na semana em que a Assembleia de Portugal pode aprovar a união entre pessoas do mesmo sexo, foi lançado em Lisboa o livro “Porque Não – Casamento entre Pessoas do Mesmo Sexo”, de autoria do juiz Pedro Vaz Patto e do padre Gonçalo Portocarrero de Almada.

Com críticas ao casamento gay, o livro chamou a atenção de ativistas dos direitos LGBT, que consideram a publicação uma afronta à comunidade. Como forma de protestar contra o lançamento, a ativista e comediante Helena Martins, 37, invadiu a livraria Alêtheia, localizada na capital portuguesa.

Em entrevista à TV local, Martins, fundadora da associação Lesbians Out Loud em Londres, disse que protestava contra a data escolhida para o lançamento do livro. "É um fato que as editoras têm livros para vender e que o lançamento nesta semana faz todo o sentido em termos de marketing, mas os autores e a editora têm de ver que há pessoas que podem sair lesadas com este tipo de ideia", declarou a ativista.

Atual diretora de vendas pela internet, Martins afirmou que tem intenção de se casar com a companheira, se a lei for aprovada, e "mesmo que não quisesse casar, é importante ter liberdade de escolha", destacou.
Lésbica protesta contra livro que critica união gay Lésbica protesta contra livro que critica união gay Reviewed by Samuel Rodrigues on 08:53 Rating: 5
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.