ad

►News

latest

Cerca de 20 mil rezam na Turquia pelas vítimas de ataque israelense

3 de junho de 2010

/ by Samuel Rodrigues

Multidão grita palavras de ordem contra Israel pela morte de nove pessoas em ataque

Cerca de 20 mil pessoas se reuniram nesta quinta-feira (3) em Istambul, na Turquia, para rezar pelas vítimas do ataque israelense a frota de ajuda humanitária a caminho de Gaza, gritando palavras de apoio ao Hamas e de condenação a Israel.

"Abaixo Israel! Israel é o anjo da morte!", gritava a multidão reunida diante da mesquita Fatih, agitando bandeiras turcas e palestinas. "Somos os soldados do Hamas!", movimento islamita palestino que controla a faixa de Gaza, gritavam.

Oito turcos e um americano de origem turca morreram nesta segunda-feira (31) no ataque dos comandos israelenses a um banco de ajuda humanitária aos palestinos na faixa de Gaza. Todas as vítimas foram mortas a tiros, segundo os médicos legistas citados pela agência Antólia.

"Louvado seja o seu sacrifício" eram as inscrições em uma enorme faixa com as cores palestinas, estendida próximo à mesquita. Os caixões de oito vítimas estavam alinhados diante dos fiéis, cobertos por bandeiras palestinas e turcas, enquanto alguns imãs conduziam as orações.

Uma das vítimas deverá ser enterrada em Istambul durante o dia e as outras em suas cidades natais. Outra cerimônia para a nona vítima está prevista para ocorrer nesta sexta-feira (4).

Consequências do ataque

O ministro da Energia, Taner Yuldiz, o prefeito de Istambul e o cônsul geral do Irã estavam presentes, informou um fotógrafo da AFP.

O presidente turco Abdullah Gül, disse mais cedo que "as relações entre Turquia e Israel nunca mais serão as mesmas", após essa intervenção do Exército israelense em alto mar.A Turquia, que nos últimos anos mantinha estreitas relações com Israel, convocou seu embaixador em Tel Aviv.

Israel, que enfrenta uma avalanche de acusações, rejeitou nesta quinta-feira uma resolução do Conselho de Direitos Humanos da ONU que aprovou a realização de uma investigação internacional a respeito do ataque.

Já o enviado americano ao Oriente Médio, George Mitchell, pediu nesta quinta-feira (3) para que a comunidade internacional não deixe que a "tragédia" da flotilha humanitária aniquile os "progressos limitados, mas reais", das negociações de paz entre Israel e a Autoridade Palestina, que governa a Cisjordânia.

Postar um comentário
Don't Miss
© 2008-2017 all rights reserved Gospel Channel Brasil
made with by templateszoo