Iraniana condenada à morte diz na TV estatal que é 'uma pecadora'


Mulher identificada como Sakineh apareceu na TV com o rosto borrado. Condenação à morte por apedrejamento foi criticada internacionalmente.

A rede de televisão estatal do Irã transmitiu nesta segunda-feira (15) uma declaração supostamente da mulher condenada à morte por apedrejamento, Sakineh Mohammadi Ashtiani. No vídeo, a mulher que foi condenada por adultério se diz uma "pecadora".

A sentença de apedrejamento contra a mulher de 43 anos foi suspensa e agora está sendo revisada pela Suprema Corte iraniana. O caso suscitou um protesto internacional. No vídeo transmitido na TV, uma mulher identificada como Sakineh apareceu com o rosto borrado e a voz coberta supostamente por um tradutor.

A reportagem também transmitiu declarações supostamente de dois homens identificados como filho de Sakineh, Sajjad Qaderzadeh, e seu advogado, Houtan Kian, ambos foram detidos no mês passado. A Tv também apresentou declarações supostamente feitas por dois alemães que foram presos ao tentar entrevistar a família da mulher, em outubro.

Sakineh foi condenada em 2006 de ter uma "relação ilícita" com dois homens após o assassinato de seu marido no ano anterior. Ela foi sentenciada na época a 99 chicotadas. Mais tarde, ela também foi condenada por adultério e condenada a ser apedrejada até a morte, mesmo que ela alegue ter confessado sob coação.

Sua família e advogado dizem que Sakineh foi torturada enquanto estava sob custódia.

Na reportagem transmitida nesta segunfa, Qaderzadeh disse ter mentido sobre sua mãe ter sido torturada, e culpou o advogado da família, Kian, pela atenção em torno do caso.
Iraniana condenada à morte diz na TV estatal que é 'uma pecadora' Iraniana condenada à morte diz na TV estatal que é 'uma pecadora' Reviewed by Samuel Rodrigues on 19:16 Rating: 5
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.