Com gabinete sob lama, igreja vira prefeitura

Com gabinete cheio de lama, prefeito de cidade serrana despacha de igreja.Moradores se mobilizam para recuperar cidade que ficou devastada. Faraco diz que tragédia teria sido pior se população estivesse dormindo.

Desde a manhã de quarta-feira (12) que São José do Vale do Rio Preto, a cerca de 40 minutos de Petrópolis, está coberta de lama e sem luz, água e telefone. Um dos estabelecimentos mais atingidos pela tragédia das chuvas foi a prefeitura, obrigando o prefeito Adilson Faraco deixar o local e improvisar seu gabinete na Igreja Matriz, de onde está despachando com seus assessores.


“A chuva começou a ficar forte a partir das 7h, quando as pessoas já estavam acordadas e puderam se salvar e retirar alguns objetos de casa. Por isso, felizmente não houve muitas mortes. Registramos um óbito. Se fosse de madrugada, teria sido uma tragédia com muitas mortes, certamente”, afirma ele, sem minimizar os estragos na cidade.

O transbordamento do Rio Preto destruiu mais de 400 casas e deixou desabrigados moradores de localidades como Poço Fundo, Santa Fé, Estação, Águas Claras, Contendas, Parada Morelli, Barrinha e Camboatá. Mais de 30 carros foram arrastados pela água do rio.

No Centro da cidade, a invasão da água chegou a alcançar mais de 10 metros de altura, alagando várias lojas da Rua Coronel Francisco Limongi, onde funcionava a sede da prefeitura. Moradores, voluntários de outras regiões, funcionários da Defesa Civil e do município não param de trabalhar para recuperar a cidade.

A água e lama invadiram o prédio do governo municipal. Foram destruídos processos e muito material de limpeza e de escritório que estavam no almoxarifado. Todo o acervo da biblioteca municipal também se perdeu. “Ainda não sabemos como vamos fechar as contas e qual será o custo de tudo isso”, afirma o secretário de Administração, Janir de Oliveira.

De seu gabinete improvisado na igreja, o prefeito, sem telefone, mobiliza suas equipes de resgate e recuperação das estradas, recebe as últimas informações do tenente-coronel Marcelo Julio Bodart, supervisor do estado da Defesa Civil e atende voluntários dispostos a ajudar.

“A cidade foi devastada. Precisamos ajudar e mobilizar outras pessoas para que esse pesadelo passe logo”, disse Ivone Argimon, dona do Haras Lorien, anunciado ao prefeito o que havia contribuído e que uma empresa de obras teria cedido seis caminhões caçambas.
Com gabinete sob lama, igreja vira prefeitura Com gabinete sob lama, igreja vira prefeitura Reviewed by Samuel Rodrigues on 16:34 Rating: 5
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.