ad

►News

latest

EXCLUSIVO:Presa seita pedófila de sexo satânico

9 de março de 2011

/ by Samuel Rodrigues

Gospel Channel International-O líder de uma seita de sexo satânica enfrenta uma pena de cadeia longa, após ser declarado culpado de várias acusações de estupro e abuso infantil.

Tradução: Gospel Channel Brasil
Gospel Channel Londres

Colin Batley, 48 anos, exerceu um controle absoluto sobre sua seita em um beco sem saída - abusando e explorando crianças indefesas como "brinquedos sexuais" por mais de uma década.

Ele foi encontrado ontem culpado de 35 crimes sexuais contra crianças, jovens e adukltos. No entanto, os serviços sociais já tinha sido alertados para o abuso infantil, porém não foram tomadas nenhuma atitude.

Como conseqüência, o ex-guarda de segurança Tesco foi autorizado a continuar "prendendo os jovens e vulneráveis", por mais oito anos - com o total apoio da esposa Elaine, que era bissexual.

Uma menina sofreu sua primeira inicialização aos 11 anos de idade, a mesma foi ameaçada de morte caso não cumprisse as exigências. Duas jovens engravidaram e deram à luz, resultado do abuso sistemático que sofreram.

Ele e sua esposa começaram a brincar com o ocultismo desde que eles eram casados há 30 anos e estava obcecado com Aleister Crowley, notório satanista do século 20, o auto-denominado "Grande Besta". Uma das publicações do Crowley, o Livro da Lei, inclui a passagem: "Que todas as mulheres castas sejam desprezadas. Sexo com qualquer pessoa não é apenas permitida, mas deve ser incentivado. " E essa: 'Alguns dos apaixonados e permanente anexos maioria tem início com o estupro. Roma foi fundada nos mesmos. '

Outra vítima, agora na casa dos trinta, disse que foi forçada a ter relações sexuais com Batley quando ela tinha 15 anos. Ela também foi condenada a realizar atos sexuais em sua esposa e outros homens e mulheres. "Foi-me dito que eu estaria morta se não se tornasse parte do culto", disse ela."Colin Batley tinha uma arma e levou-a para reuniões. Eu estava tão assustada, eu apenas fiz o que foi dito. Eu estava na sala de estar em sua casa e ele me disse que haveria uma iniciação. Eu fui chamada em cima. Elaine estava lá. Ele simplesmente estala os dedos e diz: "Strip".

Ela disse que em uma ocasião, quando ela tinha 16 anos, que fteve relações sexuais com um garoto de 15 anos - Marling filmou-os.

A dito que a menina seria assassinada "pelo culto", se ela não ceder ao mandamento Batley. Através de um link de vídeo, ela chorou ao me contar como ela foi levada para outros endereços de Batley onde ela teve relações sexuais com outros homens. "Fiz isso porque me disseram para por Colin. Outra vítima mulher disse que foi recrutada para o culto e ficou grávida depois de se tornar um "brinquedo sexual" para o grupo. Batley ordenou que ela não abortasse sua criança "oculta".

Uma vítima do sexo masculino, disse que, como um adolescente, ele foi enganado e ter relações sexuais com a esposa Batley.

A testemunha recordou como Batley prometeu colocá-lo com uma rapariga e dirigiu-lhe um quarto escuro. Uma vez lá dentro, ele se deitou na cama e então percebeu que a outra pessoa deitada ao lado dele foi Elaine Batley.

Uma das acusações contra Shelly Millar era que ela seduziu um rapaz de 15 anos. Millar afirmou que ele tinha 16 anos, e que ela estava ensinando-o a ter relações sexuais, como ele tinha uma nova namorada ", ele queria impressionar. Ela tinha relações sexuais com ele duas vezes em caravana de Batley em Tenby.

Mais uma vez a acusação foi ignorada, permitindo Batley e seu culto de rapina sobre os jovens, semana após semana, mês após mês por mais oito anos.

O Batleys tiveram quatro filhos, um dos quais, Damian, morreu de asfixia, há três anos quando um jogo de sexo bizarro deu errado. Ele foi encontrado pendurado em sua porta do quarto na casa da família e estava filmando a si mesmo.

Moradores estão indignados

A ninguém ouvia nada, sabia de nada, só ficou-se sabendo quando eles ganharam manchetes pra todo lado!

Apesar de várias pessoas viverem na comunidade durante anos, o culto passava completamente desapercebido.

Notícias sobre o que estava acontecendo embaixo de seus narizes por tanto tempo foi recebido por muitos moradores com, choque e descrença.

Ainda hoje, alguns na comunidade profundamente conservadora estavam dispostos a fazer muito mais do que expressar em choque revelações do julgamento.

Um homem falou da indignação perante a forma como um grupo de "satânico" manteve tudo em segredo.

Ontem em Swansea Crown Court, Marling, 42 e Elaine Batley, 47, foram considerados culpados de cinco acusações, incluindo a atividade sexual contra crianças e adolescentes. Millar, 35, foi considerada culpada de duas acusações semelhantes. Outra mulher, Sandra Iveson, não foi considerada culpada de atentado violento ao pudor.

a matéria completa você confere acessando a versão internacional do Gospel Channel
Postar um comentário
Don't Miss
© 2008-2017 all rights reserved Gospel Channel Brasil
made with by templateszoo