Ex é acusado de matar mulher em briga por custódia de filhos nos EUA


Laura Jean Ackerson, 27, está sumida há 1 semana na Carolina do Norte.
Polícia achou no Texas restos mortais que seriam dela e prendeu casal.

Um casal do estado americano da Carolina do Norte foi preso e processado por assassinato no caso do desaparecimento de Laura Jean Ackerson, de 27 anos, cujos restos mortais teriam sido achados durante o fim de semana, segundo a imprensa local.

Grant Ruffin Hayes, de 32 anos, e sua mulher Amanda Perry Hayes, de 39, são acusados de terem matado Laura, que foi vista pela última vez no dia 13, em Raleigh, e foi dada como desaparecida dois dias depois.

Laura, moradora de Kinston, tinha dois filhos com Grant e, segundo relatos, estava em uma disputa com ele pela custódia das crianças.

Ela foi dada como sumida após faltar a um encontro com Grant, em que iria pegar os dois filhos. Seu carro, um Ford Focus branco ano 2006, foi achado abandonado em um complexo residencial próximo.

A polícia encontrou restos mortais esquartejados de uma mulher próximo a Oyster Creek, no Textas.

O policial Craig Brady afirmou que, aparentemente, Laura foi morta na Carolina do Norte e seus restos foram levados ao Texas.

AP
Ex é acusado de matar mulher em briga por custódia de filhos nos EUA Ex é acusado de matar mulher em briga por custódia de filhos nos EUA Reviewed by Samuel Rodrigues on 18:50 Rating: 5
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.