Feliz Natal: Porque alguns cristãos se recusam em comemorar o nascimento de Jesus

Todo mundo que vai começar a ler esta postagem sabe perfeitamente que Jesus não nasceu no dia 25 de dezembro. A Bíblia é clara ao dizer que havia pastores no campo cuidando das ovelhas, e no mês de dezembro (que corresponde a priemira metade do mês judaico de Kislev) é muito frio, ou seja, nunca há pastores nos campos. Entretanto, o evangelista Lucas afirma que havia pastores vivendo ao ar livre e mantendo vigias sobre os rebanhos à noite perto do local onde Jesus nasceu.


Não está errado comemorar o nascimento de Cristo no dia 25 de dezembro, afinal, ninguém sabe o dia exato que ele nasceu. A árvore de natal é outra história um pouco mais complexa
Civilizações antigas que habitaram os continentes europeu e asiático no terceiro milênio antes de Cristo já consideravam as árvores como um símbolo divino. Eles as cultuavam e realizavam festivais em seu favor. Essas crenças ligavam as árvores a entidades mitológicas. Sua projeção vertical desde as raízes fincadas no solo, marcava a simbólica aliança entre os céus e a mãe terra. Entre os egípcios, o cedro se associava a Osíris. Os gregos ligavam o loureiro a Apolo, o abeto a Átis, a azinheira a Zeus. Os germânicos colocavam presente para as crianças sob o carvalho sagrado de Odin.

Nas vésperas do solstício de inverno, os povos pagãos da região dos países bálticos cortavam pinheiros, levavam para seus lares e os enfeitavam de forma muito semelhante ao que faz nas atuais árvores de Natal. Essa tradição passou aos povos Germânicos. A primeira árvore de Natal foi decorada em Riga, na Letónia, em 1510.

O mais sério de tudo é que até hoje milhares de pessoas no mundo inteiro montam a árvore de natal sem saber que ela é uma homenagem (acredite ou não) para o deus sol. Nós como protestantes montamos a árvore de natal sabendo desse história, porem acreditamos que ela representa a luz vencendo as trevas.

Só por esses motivos acima alguns cristãos mais conservadores se recusam em comemorar o dia 25 de dezembro fazendo algo especial junto da família.


Hoje em dia também vemos que a figura do papai Noel é mais notoria do que a do aniversariante, que é Jesus. Muitos não sabem mas a figura do papai Noel como conhecemos hoje surgiu nos Estados Unidos e, em particular, em Nova York. A transformação foi realizada com o auxílio de colaboradores notáveis, incluindo Washington Irving e o cartunista germano-americano Thomas Nast (1840-1902). Após a Guerra Revolucionária Americana, alguns dos habitantes da cidade de Nova York procuraram símbolos do passado não-inglês da cidade. Nova York tinha sido originalmente estabelecida como a cidade colonial holandesa de Nova Amsterdã e a tradição holandesa do Sinterklaas foi reinventada como São Nicolau.

Na foto abaixo está Sinterklaas ou São Nicolau, considerados por muitos como o Papai Noel em uma de suas aparições nos países baixos:

Também não é nenhum pecado curtir essa "brincadeira" de Papai Noel, desde que sua imagem não nos faça esquecer do motivo real do porque milhões de pessoas no mundo inteiro comemoram o natal, o nascimento de Jesus.

Comemore o natal, que esse dia possa ser um dia especial junto de sua família, amigos colegas de trabalho (afinal tem gente que vai trabalhar neste domingo de natal).


Feliz natal
e que nosso Senhor Jesus continue abençoando a todos!
Gospel Channel 2011

Técnica: Wikipedia / UBE /
Arquivo Gospel Channel / SMK Design /
Redação RCSP - Gospel Channel SP
Feliz Natal: Porque alguns cristãos se recusam em comemorar o nascimento de Jesus Feliz Natal: Porque alguns cristãos se recusam em comemorar o nascimento de Jesus Reviewed by Samuel Rodrigues on 12:06 Rating: 5
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.