Rachel Malafaia fala sobre seu novo CD em entrevista

Para muitos cantores, a produção de um disco, desde a seleção do repertório até a finalização, é como gerar um filho. No caso de Rachel Malafaia, esse processo se tornou ainda mais marcante durante a produção do CD De fé em fé, seu terceiro álbum pela gravadora. Logo no início dos trabalhos, a cantora, que já era mãe de Hadassa, de 4 anos, descobriu que estava grávida de seu segundo filho, Silas Neto, hoje com nove meses. 

E a surpresa não poderia ser melhor. Na verdade, para Rachel, foi uma resposta às suas orações. "A preparação do CD veio junto com o desejo de ter outro filho. Foi resposta de Deus", declara a cantora, que já experimentava ali o que ela propõe nesse álbum: cantar as experiências que têm vivido com Deus e o seu desejo de viver pela fé. 

 O álbum apresenta 13 canções sobre o tema fé, e, para dar forma à mensagem que gostaria de transmitir, a cantora reuniu nomes de peso. Entre eles, Davi Fernandes, Gislaine e Milena, Eyshila, que canta com Rachel a canção Purifica; e Marquinhos Menezes, autor da música de trabalho intitulada Me ensina a confiar. Ela também entregou uma faixa a um jovem talento: Nicoly, de apenas 15 anos, que compôs Reina sobre todos. O repertório inclui ainda músicas de Paulo César Baruk e Emerson Pinheiro, que assinam a produção musical. É de Baruk a canção De fé em fé, que dá nome ao disco, e de Emerson a faixa Enquanto eu espero. 

Por que o título De fé em fé? 
Pela primeira vez fiz um CD temático. O repertório foi feito em cima do tema fé, por ser um tema muito abordado entre os cristãos. Então busquei um texto bíblico para intitular o CD. Queria um versículo que expressasse a mensagem que gostaria de transmitir. Foi quando o Espirito Santo me levou ao texto de Romanos 1.16-17, que fala: Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego. Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé. Imediatamente ao ler o texto, as palavras "de fé em fé" saltaram das páginas como uma ordem de Deus para a minha vida. "Rachel, a sua vida precisa ser definida por isto. Ande, viva e siga de fé em fé!" 

 O seu primeiro CD, Gerando sonhos, foi marcado pelo estilo pentecostal. No segundo, Ao Deus vivo, você apresentou canções em estilo congregacional. Qual o estilo desse terceiro trabalho? 
Continua no congregacional, que é o que desejo continuar fazendo até o Senhor me direcionar para algo diferente. 

Que mensagem você quer transmitir com esse novo álbum? 
Passei por circunstâncias e situações em que precisei me apegar a Deus. Tudo caminhava na direção contrária ao que Deus havia me prometido e declarado. Eu sofria de ansiedade, que era a maior inimiga da minha fé e às vezes me preocupava demasiadamente, o que tornava mais difícil colocar a minha fé em ação. Então, à medida que eu era desafiada, prostrava-me aos pés do Senhor e declarava, com sinceridade, tudo aquilo que estava me impedindo de crer. Deus começou a trabalhar em minha vida, nos meus anseios e me mostrou que aquele sentimento o entristecia porque Ele estava no controle de tudo, Ele era e é o Deus soberano. É curioso que uma pessoa nascida e criada em um lar evangélico ainda assim passe por essas situações de dúvida. O Senhor, porém, fez-me enxergar que, enquanto seres humanos, estamos sujeitos a passar por situações desse tipo em algum momento da vida, e que isso nada mais é do que uma oportunidade para crescermos como cristãos e reconhecermos nossa total dependência de Deus. Devemos ter consciência de que, na crise ou na fartura, tudo o que temos e vivemos vem do Senhor. Ele é todo-poderoso, soberano, onisciente, onipresente e onipotente. Nada e ninguém podem impedir o Seu agir. Tenho visto e vivido isso cada dia mais em minha vida. Cada vez que eu me apoio e espero nele, sinto-me mais próxima e cresço na minha intimidade com Deus, reconhecendo Sua bondade e grande amor para comigo. Este CD é uma lembrança de tudo o que eu tenho vivido até hoje e que desejo viver dia após dia, de fé em fé. 

Entre as canções há alguma especial para você? 
Tive o privilégio de trabalhar com novos compositores, amigos e conquistar novas alianças com pessoas especiais que captaram a mensagem que eu gostaria de transmitir neste trabalho. Então, para mim, todas as canções são muito especiais, cada uma com a sua própria história, porque fui presenteada por Deus ao trabalhar com Davi Fernandes, Eyshila, Paulo César Baruk, Gislaine e Mylena, Marquinhos Menezes, Emerson Pinheiro, Bruno Gusmão, Denis Campos, Nicolly e Joselito. Deus me surpreendeu muito na formação do repertório e na disponibilidade desses servos do Senhor. A canção Reina Sobre Todos, da Nicolly, impactou-me profundamente por ela ser tão jovem. 

 Entre o primeiro e o segundo trabalho, você deu um intervalo de cinco anos, tempo em que se dedicou ao seminário nos Estados Unidos, e aos cuidados com a sua primeira filha. Já nesse terceiro CD, você descobriu que estava grávida de seu segundo filho e precisou adiar o lançamento do álbum, que deveria ter acontecido em 2012. O bebê foi uma surpresa? O que você pensou ao descobrir que estava grávida no meio da produção? 
Na verdade, a preparação do novo CD veio junto à vontade de ter outro filho. Então, entreguei nas mãos de Deus e esperei nele a Sua direção e, mais uma vez, recebi de Deus uma palavra direta. "Minha filha, faça aquilo que está ao seu alcance e, da sua gravidez, Eu cuido". Assim fiz, e o Senhor foi me direcionando em tudo. Foi uma imensa experiência porque tudo aconteceu na hora certa. Como conciliou a continuidade da produção, o nascimento e os cuidados com o bebê? Fiz tudo aos poucos e por etapas, mas sempre priorizando o bem-estar da minha família. 

O que mudou na Rachel Malafaia do primeiro CD, lançado em 2007, para este terceiro trabalho? 
Sinto-me mais segura e certa da visão ministerial que o Senhor tem me dado. A cada trabalho aprendo e cresço em todas as áreas da minha vida, amadurecendo cada vez mais para que o nome do Senhor seja glorificado. 

Você repete a parceria com o Paulo César Baruk, seu produtor em Ao Deus vivo, e também convidou o Emerson Pinheiro. Fale dessa parceria? 
A parceria dos dois deu muito certo em um dos projetos da minha querida amiga Eyshila e, como admiro muito o trabalho de ambos, quis também viver essa experiência. Outro motivo foi o fato de facilitar a minha locomoção para o estúdio que fica bem pertinho da minha casa, já que estava grávida. Fiquei muito satisfeita com o resultado por ter dois produtores tão dedicados trabalhando no projeto. Foi um presente de Deus. 

Qual a sua expectativa para essa nova produção? 
Espero que as pessoas recebam esta mensagem como bálsamo, encorajamento, cura e impulso para continuar avançando. Sempre perseverando de fé em fé.

Central Gospel Music
gospelchannel@globomail.com
Rachel Malafaia fala sobre seu novo CD em entrevista Rachel Malafaia fala sobre seu novo CD em entrevista Reviewed by SMK Editors on 18:35 Rating: 5
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.