Page Nav

HIDE

Grid

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ad

//

Últimas Notícias

latest

As gravadoras gospel do Brasil - Atualizada 2020

Em 2011 o Gospel Channel fez o levantamento das maiores gravadoras gospel ou com cast gospel do Brasil . Naquela época tínhamos uma briga ...

Em 2011 o Gospel Channel fez o levantamento das maiores gravadoras gospel ou com cast gospel do Brasil. Naquela época tínhamos uma briga acirrada entre MK Music, Sony Music, Line Records, Central Gospel e Som Livre. Os tempos mudaram e novos selos surgiram junto com o avanço do streaming de música.



As gravadoras tiveram que se atualizar, visto que venda de CD caiu mais de 80% de lá pra cá e o consumo digital cresceu no mesmo patamar. O mercado digital até então dominado por iTunes, Napster e downloads ilegais teve um aumento de concorrentes e tecnologia que levou a queda de preços e modos mais acessíveis para consumo de música. A distribuição física foi substituída pela digital em âmbito mundial com apenas um clique. Não é mais necessário se preocupar com a cadeia logística de distribuição de CDS, agora basta apenas gravar e lançar de forma legal na internet. Até mesmos cantores independentes podem fazer isso sem precisar de gravadoras. 

Um dos selos que conseguiu se sair muito bem é a Todah Music que já está já ultrapassou mais de 800 mil inscritos em seu canal oficial no YouTube e 200 milhões de views na plataforma de vídeo. Um feito incrível para um selo evangélico com poucos anos de existência, onde até então, MK Music e Musile Records possuíam números tão expressivos.  

Maiores Gravadoras Gospel
 brasileiras no YouTube:

  1. MK Music - 4 bilhões de views - + 9 milhões de inscritos
  2. Musile Records -  1 bilhão de views - + 3 milhões de inscritos
  3. Gravadora Novo Tempo - 400 milhões de views - + 1 milhão de inscritos
  4. Central Gospel Music - 380 milhões de views - + 1 milhão de inscritos
  5. Todah Music - 200 milhões de views - + 800 mil inscritos
  6. Graça Music - 64 milhões de views - + 250 mil inscritos

A Sony Music trabalha na plataforma de vídeos de uma forma diferente. A gravadora não conseguiu emplacar seu canal gospel oficial e foca nos canais individuais de seus cantores. Muitos deles passam de 1 milhão de inscritos. Isso é bom mostrando a popularidade de seu cast, porém arriscado, visto que se eles encerram seus contratos com a Sony a mesma não possui um selo oficial tão forte quanto seus concorrentes dentro da plataforma de vídeos. 

AS GRAVADORAS HOJE

Bem, se compararmos a lista de 2011 veremos que o mercado fonográfico cristão teve um forte impacto "negativo" (referente a venda de CDS) com o avanço do Streaming. Algumas gravadoras/selos praticamente desapareceram ou se reinventaram. Você pode ouvir um player com uma música representando cada gravadora através do Spotify. (para ouvir completo é necessário login)

MK Music

Continua sendo a principal gravadora gospel do país. Nos últimos anos conseguiu emplacar novos nomes como Midian Lima, Paulo Neto, Samuel Messias e grande contratações como Sarah Farias e Elaine de Jesus. Fora os que já estão na gravadora há anos. A grande vantagem da gravadora é conhecer bem seu público de diversas denominações evangélicas. O selo apresenta músicas de variados estilos do pentecostal tradicional ao mais contemporânea, bem como estilos como Worship, sertanejo gospel, Rock, Soul, bandas e duplas. Pertence ao grupo MK quevem se expandido também na internet com a MK Network, que cuida de canais no YouTube não somente de cantores, mas sem de criadores de conteúdo. Também criou um selo digital para cantores independentes distribuírem suas músicas.



Sony Music Gospel

Quando apareceu em 2010 ela conseguiu se destacar dentro das igrejas pentecostais com o cast do estilo mais forte do Brasil. Rapidamente sua marca ficou absurdamente conhecida pelos evangélicos no. Foi a primeira a lançar vários CDs ao estilo digipack, que convenhamos, não agradou em nada. Foi aprendendo a lidar com um público consumidor muito exigente e conseguiu se tornar a 2ª gravadora mais importante para o meio gospel até 2014. De lá pra cá muitos cantores terminaram seus contratos ou parceria e a gravadora se mantém hoje com 19 nomes em seu cast, sendo apenas 3 ao estilo pentecostal. Abandou seu site oficial deidicado ao público evangélico o que deixou bem claro que é apenas um braço da gravadora e não algo e elevo espiritual. O lado bom é que ela permite seus cantores a produzir suas obras sem quase nenhuma interferência, o que resulta em músicas muito bem feitas.



Todah Music

De todas as gravadoras é a que mais vem se destacando por criar um cast "do nada" com nomes desconhecidos e fazê-los conhecidos em todo o Brasil. Com uma forte produção de vídeos a gravadora Todah vem conquistando seu espaço e já é uma das mais respeitadas do segmento. Nomes como Fabiana Anastácio e Sandra Pires tomaram conta das igrejas com seus louvores, consequentemente levando o selo para milhares de casas pelo Brasil. A gravadora surgiu em 2012 e já está entre as 5 maiores gravadoras evangélicas no YouTube.



Cristo Vencedor Revival Praise

A Cristo Vencedor foi o selo responsável por lançar alguns dos nomes mais conhecidos do pentecostal. Dentre eles citamos Elaine de Jesus, Clebiane e Danielle Cristina. Com a chegada do Streaming de música a gravadora sumiu e nem mesmo os CDs lançados por ela encontramos online nas plataformas, exceto os da cantora Elaine de Jesus que é a proprietária do selo juntamente com seu pai, pastor Ouriel de Jesus. Clebiane também postou seu CD lançado pela Cristo Vencedor, "Presença envolvente" de forma independente. "Projeto Santo" e "No coração de Deus" da cantora Danielle Cristina até hoje não temos disponíveis no formato digital.



Aliança 

A gravadora Aliança não desapareceu, apenas mudou de nome para Musile Records e desde então sua expansão foi absurda. A Musile como gravadora cuida muito bem do nome de seu cast atual ou dos que passaram por lá. Todos seus lançamentos estão disponíveis nas maiores plataformas de música. 


Line Records

A gravadora Line Records possui mais de 32 milhões de visualização do conteúdo de seu canal no YouTube, mas não divulga a quantidade de inscritos em seu canal oficial. Foi uma das maiores gravadoras do país em questão da faturamento e alcance, visto que pertence a igreja Universal e ao grupo Record. Hoje não temos mais lançamentos com o selo, vários artistas da gravadora foram encaminhados para terem seus direitos cuidados pela MC Editora Gospel. Mesmo assim o selo permanece ativo, onde nomes que passaram por lá como Gisele Nascimento, Robson Monteiro, Cristina Mel e Soraya Moraes possuem seus álbuns assinados pela Line Records distribuídos por toda a internet.



Louvor Eterno 

A gravadora pertencente a cantora Mara Lima ainda está na ativa e distribuindo os álbuns da cantora e dos nomes que já passaram por lá. Hoje apenas Mara Lima sustenta o selo, mas vale lembrar que por ele já passou Eliane Fernandes, Antônia Gomes, Wagner Roberto, Suellen Lima e a cantora Damares.


Art Gospel

A Art Gospel praticamente abandonou o mercado fonográfico. Ainda distribui o conteúdo lançado com o selo juntamente com a Brazil Deluxe, mas já não possui relevância no mercado gospel. Ela já foi um dia um dos maiores selos da música evangélica com nomes fortes como Rose Nascimento, Shirley Carvalhaes, Davi Sacer e Célia Sakamoto.



AB Records

A gravadora é conhecida por editar e cuidar das obras da cantora Aline Barros. Foi criada pelo pai da cantora, Ronaldo Barros. A AB Records tem uma forte parceria com a Sony Music para distribuição de seu conteúdo mundialmente. Por cuidar muito da carreira da cantora ela não é conhecida como uma gravadora, mas já passaram por lá cantores como Carlinhos Felix e Nádia Santolli.



Graça Music

A gravadora da igreja Internacional da Graça de Deus,está na ativa até hoje cuidando dos lançamentos do ministério e de outros cantores. Um dos nomes fortes lançados pela gravadora nos últimos anos foi a cantora Sarah Beatriz.



RoRi Music

Selo musical lançado pela cantora Rozeane Ribeiro, que cuida praticamente de todos os lançamentos da cantora desde o CD "Rastro de Unção" (2010).



Som Livre 

O selo Som livre criou outro selo para cuidar dos cantores evangélicos, é a "Você adora". Já passaram por lá cantores como Rose Nascimento, Andrea Fontes, Davi Sacer, Daniela Araújo, Daniel e Samuel e André Valadão. Mesmo assim o selo evangélico da gravadora praticamente fica escondido diante dos nomes da música secular presentes na gravadora do grupo Globo.



OniMusic - Som que alimenta

Assim como a Sony, a gravadora OniMusic foca nos conteúdos individuais de seus cantores no YouTube e não possui um grande canal na plataforma, porém a produções lançadas pelo selo possuem um número expressivo de execuções nos streamings. Nomes de peso no cenário atual do gospel brasileiro fazem parte do cast da gravadora, Gabriel Guedes, Isaías Saad, Diante do Trono e Ana Nóbrega são alguns dos nomes cuidados pela OniMusic.



Praise Records

Foi uma das maiores gravadoras gospel do Brasil. Possuía em seu cast nomes de peso como Daniel e Samuel, Elizângela Paula, Shirley Kaiser , Glaucia Nascimento, Amanda Ferrari e claro Lauriete, que era a proprietária do selo. Hoje já não existe mais. Alguns de seus álbuns foram distribuídos nas plataformas sob o nome R&L Music. Era uma das líderes do quesito distribuição, seus lançamentos eram espalhados por todo o país rapidamente.



CPAD Music

A gravadora da Casa publicadora das Assembleias de Deus continua firme e operando. Não apresenta grandes lançamentos como era de costume em 2008-2014, mas todos os CDs lançados pela CPAD Music se encontram distribuídos em todas as plataformas digitais.



Melody Gospel

O selo pertence e foi criado para cuidar das obras da cantora Suellen Lima desde 2014, porém seu último lançamento, o single "Não temerei" foi distribuído nas plataformas com o nome da cantora, Suellen Rodrigues. O site da gravadora e Studio não existe mais. Suas últimas músicas haviam sido lançadas pela Sony Music.



Visão Music 

A Visão Music é o novo selo criado pela cantora Lauriete após sua saída da Praise Records. A Visão Music edita, publica, lança e distribui todos os novos projetos da cantora e todos os seu lançamentos desde 1999, que deixaram sua antiga gravadora e migraram para o novo selo junto com a cantora. Apenas os discos gravados ao vivo não foram disponibilizados nas plataformas.


Um crescimento no consumo de música por Streaming

Hoje não temos como fazer a estimativa de faturamento com base nas vendas, afinal, não se vende CDs como há 5 ou 10 anos atrás. Porém temos grandes destaques nas plataformas digitais. As música editadas e distribuídas pela Sony Music, MK Music, Musile Records e OniMusic são as mais executadas em diversas plataformas de streamings. Aqui também entram selos e cantores independentes que estão conseguindo enormes destaques com seus lançamentos, como por exemplo a Casa Worship e Rayanne Vanessa. Esse pode ser o lado bom do Straming. As vezes não é necessário ter uma grande gravadora, você mesmo consegue editar e distribuir suas músicas mundialmente.

O mercado mudou. As gravadoras tiveram que acompanhar essa mudança. É difícil prever o que vem pela frente. Em 2019, segundo a Counterpoint Research, tivemos um aumento de 32% no consumo de música através de apps. Foram mais de 350 milhões de assinaturas. E o maior líder desse mercado continua sendo o Spotify, com 35% de participação.

Em segundo lugar aparece o Apple Music, com 19% do mercado. Apesar de aparentemente estar ainda muito distante do Spotify, o serviço de músicas da Apple foi o que apresentou o maior crescimento em relação ao ano de 2018, com um aumento de 36% nas inscrições pagas. Fechando o pódio, na terceira colocação, aparece o Amazon Music, com 15% das subscrições. 

Uma curiosidade sobre estes números se diz em relação à liderança de outros aplicativos de músicas em certos mercados, como é o caso do Yandex Music, que aparece na primeira colocação em número de assinaturas na Rússia, ou das plataformas de streaming de músicas da Tencent Music Group (QQ Music, Kugou e Kuwo), que são soberanas no mercado chinês.

Já para este ano de 2020, com toda essa questão ligada a pandemia do coronavírus e as medidas de isolamento social, a Counterpoint Research diz que a previsão de crescimento dos serviços de streaming de vídeos e músicas está na casa dos 25%, o que indica que este ano os aplicativos de músicas deverão alcançar a marca de 450 milhões de assinaturas pagas.

© 2020 Gospel Channel
Samuel Rodrigues| contato@gospelchannel.com.br
Outros selos foram encontrados, porém não obtivemos muitas informações. 
São Eles: Matriz digital, Maximus Records, Primícias Gospel Music, 
Vivace Music, Barretos Music, Bereia music, 
WA Music (Eliã oliveira), SaMusic (Samuel Mariano) e UniRecords.

Nenhum comentário