Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador ASSEMBLÉIA DE DEUS(AD). Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ASSEMBLÉIA DE DEUS(AD). Mostrar todas as postagens

Abílio Santana e a polêmica "cirurgia" e a filha não assumida fora do casamento

Gospel Channel - Abílio Santana, renomado pastor conhecido por suas pregações há várias décadas, está envolvido em uma série de acusações que vão contra tudo que vem ministrando em cima dos púlpitos pelas igrejas do Brasil.



Recentemente o pastor passou por uma cirurgia , nas redes sociais chegou a pedir orações deixando todos preocupadíssimos pensando que era algo grave, mas acessando o portal da Klinike, onde o pastor postou uma foto indicando onde estava, vemos que só tem procedimentos estéticos e as orações que foram pedidas nas redes foram para algum desses procedimentos. 


Segundo o canal, No Entanto, o pastor fez aplicações de Botox e plástica Facial. 

Outro assunto que tomou conta das redes sociais foi a acusação do jornalista e apresentador Leo dias, de que o pastor tem uma filha fora do casamento, paga pensão, porém não assumiu o resgistro como pai. 

Foram oito meses de relacionamento entre Letícia Mariane e o pastor e deputado federal Abílio Santana (PL-BA). Segundo a esteticista, o caso aconteceu em 2012, quando ela era assessora dele e quem o acompanhava durante os cultos que Abílio fazia em São Paulo. 

“Ele é Pastor Presidente da Assembleia de Deus de Salvador, mas viaja o mundo fazendo palestras e cultos. Quando ele vinha para São Paulo eu que o acompanhava. Tivemos um relacionamento amoroso, mas nunca soube que ele era casado. Na minha cabeça nunca passou que um pastor iria ter uma amante. Mas a coisa foi ficando séria e eu engravidei. Quando dei a notícia a ele, tive o primeiro choque: ele sugeriu fazer um aborto. Não com essas palavras diretamente, mas deixou subentendido ao me oferecer dinheiro para que eu resolvesse o problema”. 

A pequena Esther hoje tem sete anos e não consta o sobrenome nem o nome do pai na certidão: “Já me dispus varias vezes a fazer o DNA, mas ele foge, diz que não é obrigado. No entanto, ele vê a filha quando vem a São Paulo e até diz para nossos amigos em comum da Igreja que é filha dele. Mas o negócio muda de figura quando está na justiça ou em locais públicos. Outro dia fui levá-la ao aeroporto para vê-lo e ele a tratou com muita frieza. Ela ficou arrasada, porque apesar de tudo sabe que é o pai dela e sofre”. Por causa da cirurgia o pastor não foi encontrado para falar sobre o assunto, mas Léo Dias disse que vai afundo nessa história. 

Resposta sobre a cirurgia

O pastor Abílio postou ontem, terça 30/06, uma declaração sobre a cirurgia em sua rede social.

"AMIGOS, devidos aos ataques que recebi, venho prestar esclarecimentos. Apresentei um laudo médico comprovando que a cirurgia realizada não foi estética, como foi afirmado por alguns adversários. No dia 25 de junho, dei entrada no hospital para iniciar o procedimento cirúrgico, onde foi feito a retirada de um “corpo estranho” da região frontal do rosto e encaminhado para biópsia. O procedimento foi decorrente do acidente de carro que sofri em 2018, na época da campanha eleitoral. A informação foi atestada em laudo médico, emitido pelo conceituado Dr. Elias Kuster. No dia da cirurgia, meu filho, pastor Misael Santana, pediu oração em grupos de amigos e fiéis. Após a publicação, fui alvo de críticas dos adversários. Recebi áudios de gente pedindo a minha morte no centro cirúrgico.  Agora eu pergunto a vocês, dá para acreditar em alguém que ora pedindo a morte do outro? Isso é um seguidor do demônio, só pode. Mas, meu Deus é muito maior do que isso. É o Deus da cura e do amor, por isso energia maligna, como essa, não me atingirá nunca. A justiça divina será feita. O relatório médico comprova o que foi dito, a cirurgia foi em decorrência do acidente de 2018. Era necessário colher material para biópsia. Estamos aguardando o resultado, mas não será nada, com fé em Deus.

Eu prego diariamente nos cultos que congrego, a força da oração. Lamento muito que pessoas descrentes possam proferir palavras com intuito apenas de manchar a minha imagem e da minha família. Como cristão, acredito no poder da oração em todas as situações. Toda cirurgia tem seus riscos, e jamais entraria em um centro cirúrgico sem pedir a proteção divina. Se ele não acredita nisso é porque é um herege, mentiroso e baixo, que se vale do momento de fragilidade do outro para ganhar mídia, de forma caluniosa.


Agradeço a todos que oraram por mim nesse momento delicado. Deus o abençoe!!

Paz de Cristo, meus irmãos!"


Acerca da sua suposta filha o pastor ainda não postou nenhuma nota oficial em sua defesa.

Gospel Channel com informações do Metrópoles

Temer diz que foi "iluminado por Deus" para encerrar a greve dos caminhoneiros

O presidente Michel Temer afirmou que foi “iluminado por Deus” no contexto do encerramento da paralisação dos caminhoneiros, durante cerimônia na Assembleia de Deus, em Brasília, nesta quinta, 31. “Fui iluminado por Deus, que disse: 

‘Vai lá no templo da assembleia comemorar a pacificação do país’. Quero pedir que todos vocês creiam como creio na força do diálogo e da palavra”, disse o presidente, segundo informa o G1.

"Não uso a força, a autoridade. Uso o diálogo, a palavra, eu e o governo todo, conectados com os estados e municípios", disse Temer, que estava acompanhado do novo ministro da Secretaria Geral da Presidência, Ronaldo Fonseca, e do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles. Ele seguiu explicando que durante os 11 dias de paralisação dos caminhoneiros não houve violência por parte do Estado. 

 "Não houve uma só violência pelo Estado brasileiro. A única morte ocorreu por uma atividade política, um caminhoneiro foi atingido por um tijolo", afirmou Temer. Temer disse ainda que nesta quinta foi "iluminado" por Deus ao poder comemorar a redução das manifestações de grevistas. 

 "Que isso sirva de exemplo para o nosso país, a força do diálogo. Depois de dialogar, chamei as Forças Armadas. Fui iluminado por Deus, que disse vai lá no templo da Assembleia comemorar a pacificação do país. Quero pedir que todos vocês crendo como creio na força do diálogo e da palavra, que possam levar isso a todos os templos, se puderem levar uma palavra de paz, de harmonia, respeito mútuo, culto da família e da unidade", relatou o presidente. 



 O presidente fez um pedido aos participantes da convenção: "Quero pedir que todos vocês creiam como creio na força do diálogo e da palavra, que possam levar isso a todos os templos, puderem levar palavra de paz, harmonia, respeito mútuo, culto da família e da unidade". 

Quando chegou ao culto, Temer foi anunciado pelo bispo Manoel Ferreira. "Aqui você [Temer] só vai ser aplaudido, porque aqui aprendemos a respeitar as autoridades constituídas. Ele [Temer] é o número 1 desse país, acima dele só tem Deus e a nação, que é o povo", disse o bispo.

Gospel Channel | Sara Rezende, G1

A coisa não vai nada bem para a Assembleia de Deus!

O ex presidente da Convenção geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), José Wellington Bezerra da Costa, está envolvido em algumas sérias acusações dentro da convenção. 

Uma delas é de que pastores que já estariam mortos ou desligados da convenção tiveram seus cadastros para a eleição da presidência este ano, na qual a vitória ficou Wellington Júnior, filho de José Wellington. Desde 1990 o pastor era presidente da convenção.



Há um descontentamento por parte de vários pastores ligados a CGADB. Pastor Samuel Câmara,um dos mais fortes candidatos a presidência das últimas duas eleições, seria um dos pastores que provavelmente se desvincularam da convenção para criar outra. Samuel Câmara mesmo contestando a eleição e tendo o direito de participar da apuração dos votos foi impedido de acessar o local e lamentou muito o ocorrido dizendo: "Só tem uma coisa a fazer... orar".

Vale lembrar aqui que a  CGADB é a proprietária legal da CPAD, Casa publicadora das Assembleias de Deus, cuja sua maior contribuição são as famosas revistas de escola bíblica dominical. O pastor José Wellington foi eleito em 2017 presidente do conselho administrativo da CPAD.

José Wellington Bezerra da Costa e José Wellington Costa Júnior


Pelo que se obtém de informações, cerca de 25 mil pastores estão preparando o desligamento da CGADB para formar outra, que inclusive, terá uma outra editora e distribuir revistas de escola bíblicas, livros, cursos e diversos outros materiais. 

Um novo estatuto já teria sido criado para essa nova convenção. Inúmeras reuniões com diversos pastores em todo Brasil já aconteceram. Oficialmente a CGADB não se pronunciou sobre o assunto. 

Gospel Channel


Assembleia de Deus articula criação de partido pró-'família tradicional'

O termo "cristão" e variações aparecem no nome de seis dos 56 partidos na fila do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para virar a 36º legenda brasileira. Tem o PEC (Partido Ecológico Cristão), o PPC (Partido Progressista Cristão)...



O PRC (Partido Republicano Cristão) leva vantagem sobre os concorrentes: está sendo articulado com ajuda da Assembleia de Deus, a maior igreja evangélica do Brasil (30% dos 42 milhões de fiéis no Censo 2010, sendo que o total de evangélicos já saltou para três em dez brasileiros).

Essa gigantesca rede de fé deve facilitar a coleta de assinaturas mínimas, recolhidas em ao menos nove Estados, que o TSE exige para formar um novo partido –486 mil, ou 0,5% dos votos válidos na última eleição para a Câmara.

Já foram 300 mil registradas em cartórios país afora, calcula o presidente do PRC, deputado Ronaldo Fonseca (Pros-DF), coordenador da bancada de 24 deputados ligados à Assembleia de Deus.
Fonseca assinou relatório pró-Eduardo Cunha (PMDB-RJ) em 2016, quando o agora ex-parlamentar presidia a Câmara e tentava anular sua cassação na Casa. Os dois são assembleianos.

Fundada por missionários suecos em 1911, a Assembleia de Deus (AD) se multiplicou em várias ramificações, e elas não necessariamente dialogam entre si. Não raramente, estão em lados avessos da política (algumas ficaram com a petista Dilma Rousseff, outras com o tucano José Serra, e parte com a então verde Marina Silva em 2010, por exemplo).

A AD Ministério do Belém (que, apesar do nome, tem sede paulista) controla a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil. É essa ala que fomenta a criação do PRC. O secretário-geral do partido será o deputado Paulo Freire (PR-SP), filho do pastor José Wellington Bezerra da Costa, líder da AD Belém.

Suas irmãs também estão no Legislativo: Marta Costa é deputada estadual em São Paulo e Rute Costa, vereadora paulistana. "Como instituição, oficialmente, igreja não tem partido, a lei não permite. Mas ela pode ter representatividade. Isso está sendo trabalhado [por meio do PRC]", diz à Folha o coordenador político da convenção das ADs, pastor Lélis Marinhos.

A principal bandeira da nova sigla será a família, diz. "Aquela chamada tradicional, com o princípio básico bíblico da família hétero." Segundo Marinhos, há fóruns dedicados a preparar lideranças para o quadro partidário.

Pesquisador da Fundação Getúlio Vargas, Diogo Rais lembra do abuso de poder religioso nas eleições, como um candidato pedir voto em igrejas –em 2016, o prefeito reeleito de Penápolis (SP) foi alvo de ação, depois desconsiderada por um juiz. Motivo: um pastor o exaltou em culto e chegou a dizer que o acessava com facilidade ("quando preciso falar com ele, tenho o WhatsApp dele").

Mas seria preconceito achar que pessoas de fé não têm vez na política, diz Rais. "Por que ter legendas que representem trabalhadores ou ambientalistas, mas não religiosos?"

O pastor Silas Malafaia lidera uma AD, a carioca Vitória em Cristo –e é contra igreja ter vida partidária.

"A hora em que ela quer se meter em fazer partido político, perde sua essência. Aí, minha filha, a gente vai se perder", diz o pastor, que contudo apoia o apadrinhamento de candidatos. Seu próprio irmão, Samuel Malafaia, é deputado estadual no Rio. O religioso também manifesta simpatia pelo prefeito João Doria, do PSDB-SP.

O deputado Fonseca estima que o PRC já saia com uma bancada de pelo menos 20 deputados, que em março de 2018 poderão se aproveitar de uma janela da Justiça que autoriza o troca-troca partidário sem sanções eleitorais.

A ideia é protocolar o pedido de criação do partido no TSE até o fim do ano e investir em cargos legislativos em 2018. Fonseca quer que o número da sigla seja 80. "Ou oito ou 80, né?"

Gospel Channel
Com informações da Folha

Eike Batista participa de culto na Assembleia de Deus: "o diabo perdeu"

O ex-bilionário Eike Batista continua a chamar atenção na imprensa de formas diferentes. Após fazer oferendas para Iemanjá, agora é a ver do fundador do grupo EBX aparecer em um culto na Assembleia de Deus de Rocha Miranda, subúrbio do Rio de Janeiro, em um vídeo que está circulando na internet, o que indica que o empresário se converteu à fé evangélica.



O vídeo foi postado pelo pastor Daniel Silva, que em sua conta no Facebook, também publicou uma série de fotos onde afirma: "Eike Batista aceitou Jesus o diabo perdeu". Nas redes sociais, outras pessoas que frequentam a igreja também comentaram o vídeo: "Eike Batista aceitando Jesus".

"Ontem tive a surpresa desse homem: Eike Batista recebendo a palavra do eterno, Gloriaaa a Deus, que mais almas se rendam aos pés do Salvador!!!", escreveu a missionária Paula Rangel em sua página no Facebook publicando uma foto em que aponta para Eike. 


Gospel Channel
Rodrigo Tolotti - Info Money

Cadeia Nele: Pastor evangélico suspeito de abusar crianças é preso em Indaiatuba, SP

Um pastor de 62 anos de uma igreja evangélica de Indaiatuba (SP) foi preso na manhã desta terça-feira (19) por suspeita de abusar sexualmente de três crianças. As vítimas, duas irmãs de 7 e 11 anos e a tia delas, de 12 anos, eram molestadas há três anos. 

A investigação da Polícia Civil começou há dois meses e incentivou outras vítimas a prestarem depoimento contra o suspeito. Segundo a corporação, o primeiro caso envolvendo José Iran Alves da Silva ocorreu em 1993. Segundo a Polícia Civil, os abusos atuais aconteciam na casa do pastor. Os pais contaram que tinham uma relação de confiança com o suspeito e quando precisavam, deixavam as meninas sob os cuidados das filhas dele. 

Após os abusos, ele ameaçava as crianças e oferecia dinheiro para elas não falarem nada. No entanto, uma das vítimas escreveu uma carta aos pais para relatar os acontecimentos. O pai, que é policial militar, entregou o documento à polícia.



O mandado de prisão saiu na quinta-feira (14), mas o pastor se entregou apenas nesta manhã e negou os crimes. A defesa do pastor disse que o dinheiro dado às vítimas era para a compra de material escolar e doces, quando ele também dava para as filhas. 

Outros crimes 

Durante a investigação, a polícia descobriu que o pastor já tinha sido indiciado por abuso sexual em 1999. Ele teria aliciado duas crianças. Na época, o irmão dele também era suspeito de estupro, mas o inquérito foi arquivado. A polícia acredita em mais vítimas, já que pelo menos oito testemunhas deste caso disseram que também foram abusadas, mas preferiram não registrar a denúncia. 

Ele era pastor há mais de 30 anos e ministrou o último culto na terça-feira (12). 

 Afastamento 

 No entanto, o vice-presidente da Assembleia de Deus de Indaiatuba, Newton Oliveira Lima, afirma que o pastor pediu o afastamento há dois meses, quando foram iniciadas as investigações sobre os casos de abuso. "Ele pediu voluntariamente o afastamento em cima das acusações que estão sendo apontadas em cima dele.



Ele alegou inocência para a igreja e pediu o afastamento para fazer a sua defesa judicialmente", explica. Newton ainda afirma que só recebeu denúncias a respeito do pastor após seu afastamento. Segundo a Polícia Civil, a Justiça acatou o pedido e determinou a prisão preventiva do suspeito, que vai ser encaminhado à cadeia anexa ao 2° Distrito Policial (DP).

Gospel Channel com informações do G1 Campinas/ EPTV

Morre Gilberto Malafaia, pai do Pr Silas Malafaia

Faleceu na madrugada desta terça-feira (12), aos 95 anos de idade, o pastor Gilberto Malafaia, fundador da Igreja Assembleia de Deus em Jacarepaguá (IADJ). 



O velório será hoje partir das 19h, no templo da IADJ, localizado na Rua André Rocha, 890, Taquara (RJ). O culto fúnebre está marcado para esta quarta-feira (13), a partir das 9h e o sepultamento será às 11h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap. 

Gilberto Gonçalves Malafaia nasceu no dia 10 de janeiro de 1921 na cidade de Castro Alves, Bahia. Mudou-se para o Rio de Janeiro onde serviu a Marinha do Brasil por 25 anos. Formou-se em Pedagogia tornando-se um exímio educador. 

 Fundador da Igreja Assembleia de Deus em Jacarepaguá seu ministério foi marcado pelo amor as almas perdidas, submissão a Palavra de Deus e excelência no Ensino Bíblico. Era casado com a professora Albertina Malafaia há sessenta e sete anos e deixa seis filhos, 18 netos e 14 bisnetos. 


Gospel Channel Brasil / Verdade Gospel

"Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor" - Diz Dilma na Assembleia de Deus no Brás, em São Paulo

De olho no voto dos evangélicos em busca de apoio para sua reeleição, a presidente Dilma Rousseff fez nesta sexta-feira (8) um aceno aos religiosos sustentando que "é importante crer" e disse acreditar no poder da oração. 

Com um discurso com várias citações e expressões religiosas, a petista recorreu duas vezes a um salmo para afirmar que "o Estado é laico, mas feliz é a Nação cujo Deus é o Senhor". "Eu acredito naqueles que creem e no poder da oração. 



Na bíblia, está escrito que a oração de um justo pode muito em seus efeitos. Não se esqueçam de orar por mim. Eu estarei contando muito com isso. Quero dizer também para vocês que todos os dirigentes desse país dependem do voto do povo e da graça de Deus. Eu também", afirmou Dilma. A presidente participou na manhã desta sexta do encerramento de congresso da Assembleia de Deus, no Brás, na região central do São Paulo, com mais de 5.000 pastoras e missionárias da ala comandada pelo bispo Manoel Ferreira, que apoia seu adversário Pastor Everaldo (PSC). 

 No início do culto, a presidente fez a oração do Pai Nosso. A petista foi recebida com a letra da música "Mulheres Guerreiras" que era exibida nos telões. Dilma ensaiou algumas estrofes e bateu palmas. Dilma falou por mais de meia hora. No discurso lido, a presidente falou várias vezes "graças a Deus" e elogiou o trabalho social da Assembleia de Deus. A petista afirmou ainda que nunca um governo valorizou tanto a família e que ela cumpriu a promessa eleitoral de 2010. 

A presidente fez uma longa exaltação de programas do governo como Minha Casa, Minha Vida, Pronatec, Bolsa Família, programa de creches e Brasil Sem Miséria. Ela estava acompanhada do ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência), do governador Agnelo Queiroz (DF) e do líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), um dos principais representantes da bancada evangélica. Dilma não lançou nenhuma vacina sobre a questão do aborto, que foi apontada como um dos motivos de ter proporcionado o segundo turno das eleições de 2010. 

A única referência foi feita por Cunha, dizendo que falava como servo de Deus, que afirmou que a gestão de Dilma foi rápida para anular uma portaria que flexibilizava o aborto. Ele foi aplaudido por Dilma e pelos presentes. O congressista afirmou ainda que os evangélicos são contrários à legalização das drogas e defendem a liberdade de culto para poder pregar contra a homossexualidade. 

 ORIENTAÇÕES 

Segundo relatos de pastoras, nos últimos dias, o comando da Assembleia de Deus de Madureira recomendou que elas evitassem qualquer manifestação que pudesse ser interpretada como contrária a Dilma no culto. No início, a pastora Keila Ferreira chegou a falar que o povo evangélico é muito educado. Ao final, o bispo Manoel Ferreira elogiou Dilma. 

"Nunca ouvi antes um presidente reconhecer os trabalhos da Assembleia de Deus. Ninguém nunca falou como a senhora falou, queria mostrar a diferença. Fiquei muito satisfeito, saímos com a alma lavada", afirmou. O pastor Samuel Ferreira reforçou os elogios. "Me senti gente hoje. Me senti reconhecido como ser humano".

Gospel Channel / Folha

Por dar entrevista à Playboy, Feliciano pode perder o título de pastor

A Convenção Fraternal das Assembleias de Deus no Estado de São Paulo (Confradesp) pode cassar o título de pastor do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) por ele ter dado uma entrevista à revista "Playboy", cujo carro-chefe é a publicação de fotos de mulheres nuas."



Segunda, a entidade que reúne oito mil pastores do Ministério do Belém no Estado decidiu abrir uma apuração contra Feliciano em seu conselho de ética. O procedimento pode levar a desde uma advertência até o "descredenciamento pastoral" do deputado. Ou seja, a cassação do título de pastor.

A entrevista, publicada em abril, tem oito páginas. À publicação, Feliciano confessou ter usado cocaína na adolescência e disse sonhar com a Presidência. Ele também falou sobre sexo anal.

"Com certeza tem homens que têm tara por ânus, sim. Não entendo muito dessa área porque nunca fiz, graças a Deus, e espero nunca fazer, porque parece que quem faz não volta mais", avaliou.

O chefe de gabinete de Feliciano, Talma Bauer, disse à Folha que ele não falaria sobre o caso porque ainda não havia sido notificado, mas que considerava normal um "pedido de explicações".

Bauer diz que a entrevista foi um "direito de resposta" concedido pela revista ao deputado, que se sentiu ofendido pelo modo como um humorista se referiu a ele na 'Playboy'.

Membro da direção da Confradesp, o pastor Lelis Washington diz que o problema não está no conteúdo das declarações de Feliciano. "Deixando de analisar a entrevista, não é essa literatura que recomendamos aos fiéis."

Gospel Channel / Folha Online / SMK Company INF

Disputa pela presidência da Assembleia de Deus

A sucessão da presidência da Convenção-Geral das Assembleias de Deus chegou à Justiça. 

Candidato de oposição, o pastor Samuel Câmara obteve no Pará uma liminar determinando a abertura dos dados relativos às inscrições dos 22 mil pastores que votarão na eleição, marcada para o início de abril. Câmara quer saber se todos pagaram o registro cobrado dos eleitores.

 Enquanto o presidente da Convenção, José Wellington, que tenta mais um mandato, cassava a decisão no tribunal do Pará, Câmara ganhou a causa no mérito. 

Esse é apenas um dos processos em curso.

Gospel Channel Brasl
gospelchannel@globomail.com
ÉPOCA

Depois de denúncias ABSURDAS é pedido afastamento de Manoel Ferreira da AD Madureira

Pastor Enoque Lima afirma que Manoel Ferreira (foto), presidente da CONAMAD, teria que ser afastado por apostasia, pela aproximação com o reverendo Moon.

O pastor Enoque Lima protocolou na convenção da CONAMAD (Convenção Nacional das Assembleias de Deus – Ministério Madureira) em Brasília um documento pedindo o afastamento do bispo Manoel Ferreira da presidência e até mesmo sua exclusão por apostasia.

Lima vem há tempos denunciando a suposta aproximação entre o líder da AD Madureira com o reverendo Moon. Através de vídeos e documentos o pastor assembleiano tem alertado a todos da CONAMAD sobre os perigos que essa ligação entre o bispo e o reverendo que se auto intitula como “Messias” podem trazer.

Recentemente o pastor Enoque Lima concedeu uma entrevista exclusiva ao Gospel Prime comentando sobre o caso e falando os motivos que o fizeram se levantar contra essa relação, que segundo, ele tem interesses políticos.

Ao protocolar o tal documento, ele juntamente com seu advogado, esperaram por uma resposta da CONAMAD por 72 horas, mas a convenção não respondeu e diante da falta de uma posição Lima entendeu que a organização se omitiu diante do caso.

“Primeiramente, desejo esclarecer as eventuais duvidas, explicar o uso de minhas atribuições como ministro do evangelho no comentado “Caso Moon Ferreira” na internet e exigir o afastamento do Bispo Manoel Ferreira da presidência da CONAMAD por ter profanado o nome de Jesus e sua santa igreja”, diz trecho do documento que contém sete páginas.

O pastor Enoque Lima fez questão de falar sobre todo o caso que ele vem estudando e apresentou novamente aos membros da CONAMAD, pedindo uma providência contra o bispo, dizendo que se a convenção não se pronunciasse estaria comprovando seu apoio ao “Caso Moon Ferreira”.

Você pode relembrar essas denúncias aqui no Gospel Channel:

BOMBA: Pr Manoel Ferreira e Pr Samuel Ferreira mentiram ao negar que não conheciam o Reverendo Moon (Vídeo)

Urgente: Líder da AD Madureira estaria ameaçando pastor de morte

Documento na íntegra:

Á MESA DIRETORA E A COMISSÃO DE DOUTRINA DA CONVENÇÃO NACIONAL DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS NO BRASIL – MINISTÉRIO DE MADUREIRA

Enoque Vieira Lima, brasileiro, casado, residente e domiciliado na rua 06 quadra 05 lote 05 Vila Xavier –Fama, Goiânia- Goias membro da CONAMAD (Convenção das Assembléias de Deus Madureira), ministro do evangelho desde 9 de Outubro de 1994. CONAMAD – MATRICULA 10924, Goiás, Campo 09-015-001 FAMA – SEDE (FAMA é o nome do bairro), congregação 09-015-001 – FAMA - SEDE sob a presidência do pastor Abigail Carlos de Almeida, vem por intermédio do seu advogado, infra-assinado, exigir no prazo de 72 horas posicionamento da CONAMAD sobre o conteúdo do presente documento com resposta encaminhada ao endereço infra relacionado.

Presumindo-se que a não apresentação de resposta formal no referido prazo dar-se-á por entendido que a CONAMAD APOIA a aliança do Bispo Manuel Ferreira com o auto intitulado MESSIAS REV. MOON. Bastando o presente documento como prova para as demais medidas legais a serem tomadas.

DOS FATOS:

A descrição fática do presente documento será feita in verbis pelo pastor Enoque Vieira Lima e encerrada com as assinaturas do próprio pastor e de seu advogado Dr. Matheus Diniz Sathler Garcia.

“Primeiramente, desejo esclarecer as eventuais duvidas, explicar o uso de minhas atribuições como ministro do evangelho no comentado “Caso Moon Ferreira” na internet e exigir o afastamento do Bispo Manoel Ferreira da presidência da CONAMAD por ter profanado o nome de Jesus e sua santa igreja.

Realizei uma profunda pesquisa sobre o denominado “Caso Moon Ferreira”, encontrei fatos estranhos que de imediato nos mostra apostasia e heresia do Bispo Manoel Ferreira.

Em evento que aconteceu na igreja sede da Assembléia de Deus de Brasília-DF (igreja da baleia) dia 11 de outubro de 2011 com a realização do Festival Global da Paz por pastores do reverendo Moon pregando uma mensagem de falsa paz do reverendo Moon “que todos os caminhos levam a Deus (YAWEH)”. Eles usaram as dependências de nosso templo (prédio da igreja) e profanaram o altar do nosso Deus vivo, atitude condenada pela Palavra de Deus e pelo nosso Estatuto.

O Reverendo Moon, líder da seita “Igreja da Unificação”, afirma que Jesus Cristo falhou em sua missão de salvação do seu povo dos seus pecados e que ele (Rev. Moon) é o verdadeiro messias, e sua missão é congregar todas as famílias da terra em torno dele. Para os adeptos da seita, a única possibilidade de redenção e salvação é a afiliação à família Moon e não o arrependimento dos pecados pessoais e a fé no nome do Senhor Jesus Cristo.

É conhecido o louvável zelo da CONAMAD com relação a associação ecumênica com outras entidades religiosas. Entretanto, se fizermos uma analise bíblica levando em consideração provas obtidas em vídeos e testemunhos pessoais podemos constatar que o bispo MANOEL FERREIRA, maior líder da nossa igreja, profanou o LOCAL de reunião de nossa igreja em Brasília com a anuência de diversos pastores, entre eles o PASTOR E DEPUTADO FEDERAL RONALDO FONSECA, que estavam no púlpito no dia do evento ecumênico do GLOBAL DA PAZ sem QUALQUER reação contrária ao que foi pregado.

Se não bastasse a presença de tantos líderes, na nossa igreja no dia do evento, trago no presente documento um resumo de tudo o que já é sabido pela nossa convenção mas que é tratado com silêncio sepulcral!
O “Caso Moon Ferreira” que por mim foi exposto na Internet (youtube), se refere a vídeos com a pessoa do bispo Manoel Ferreira e seu envolvimento com a seita da Unificação do Reverendo Moon.

Os vídeos do “Caso Moon Ferreira são as provas da associação entre o líder principal da Assembléia de Deus Ministério Madureira e presidente da CONAMAD, bispo Manoel Ferreira, e o reverendo Moon, líder da seita “Igreja da Unificação”, da Coréia do Sul. Os vídeos foram editados e postados por mim, pastor Enoque Lima, da AD Madureira Goiás. Os quais tenho para eventual verificação da veracidade com mais de 30 gigas de tamanho.

A associação do bispo Manoel Ferreira com o reverendo Moon é injustificável perante a Palavra de Deus e o estatuto da Convenção a que pertencemos. “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos?” [2 Coríntios 6:14-18].

O ESTATUTO DA CONAMAD não deixa duvidas quanto a esse assunto, no CAPÍTULO IV, Subseção II, DOS DEVERES DO MEMBRO.

Dos deveres do membro da CONAMAD:

Art. 12[...]

Parágrafo XIII. Rejeitar movimentos ecumênicos discrepantes […]

Na subseção III DAS VEDAÇÕES DO MEMBRO

É vedado ao membro da CONAMAD:

Art. 13[...]

Parágrafo III. Vincular-se a qualquer tipo de sociedade secreta;

Parágrafo IV. Vincular-se a movimento de cunho ecumênico[…]

Não podemos descumprir as normas estatutárias que deixam claro ao membro: “não participar de movimento de cunho ecumênico, devendo rejeitá-lo”.

As menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, fiz a respeito da doutrina, das crenças da igreja da Unificação, do bispo Manoel Ferreia, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da “argumentação”, ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias.

Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para ideias, doutrinas e posturas.

Na proteção legal de meu oficio ministerial é importante esclarecer que em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercito-me das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.

Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato” (inciso IV) e “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença” (inciso IX).
Além disso, cabe salientar que a proteção legal de meu oficio ministerial também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que “é inviolável a liberdade de consciência e de crença”.

O “Caso Moon Ferreira” não trata de mero denuncismo, mas de provas cabais de que o bispo Manoel Ferreira apostatou da fé e está dando ouvidos à doutrinas de demônios.

Assim sendo, penso que não resta outra opção a nós pastores da Assembléia de Deus – Ministério Madureira, ministros do evangelho e membros da CONAMAD – a não ser a oposição aberta ao bispo Manoel Ferreira e suas doutrinas de demônios como também a sua exclusão da convenção por apostasia. Omitirmos em uma situação como esta significa ser conivente com sua apostasia, a qual vem manchando não só a integridade do bispo, mas da nossa querida denominação.

Apesar de todas as evidencias com provas irrefutáveis (vídeos “Caso Moon Ferreira”), até o presente momento não houve nem uma manifestação publica da CONAMAD que deveria, no mínimo, apresentar uma nota de repudio e esclarecimento, providenciando o afastamento cautelar do bispo da presidência nacional da Convenção Nacional (CONAMAD).

É sabido, que o Bispo Manoel Ferreira não mantém o monopólio da AD Madureira, apesar de usar seu nome e sua estrutura nos eventos do rev. Moon. Teríamos que ser surdos, mudos e cegos para não saber que qualquer evento patrocinado pelo rev. Moon envolve influência satânica e a presença do sistema da Nova Ordem Mundial. O que não tememos mas antes a denunciamos abertamente.

Não posso calar-me. O alinhamento da igreja a que pertenço através de seu líder, é infernal e altamente preocupante, pois esta ocorrendo uma transformação de atitudes e valores cristãos em nossa base doutrinaria, e em nosso credo.

O bispo Manoel Ferreira e o rev. Moon estão se tornando parceiros na atual experiência de salvação e na visão de mundo para a criação de uma sociedade global unificada. Não podemos nos conformar com o sistema da unificação e da paz global sem Jesus Cristo nascido da virgem Maria através do Espirito Santo de Deus.

Nem podemos usar as teologias satânicas do rev. Moon que falam que Jesus nasceu de um ato sexual de Maria com o sacerdote Zacarias.
Como também, outras tantas doutrinas que disfarçadas de luz e de termos e frases bíblicas deturpam a Palavra de Deus e nos fazem voltar as costas para Jesus Cristo, nossa única fonte verdadeira de unidade, salvação e de verdadeira paz. A qual não é e jamais será a que o mundo nos dá!

“Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.” [1 Coríntios 3:11].

“Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe… aparta-te dos tais.” [1 Timóteo 6:3, 5]

DO PEDIDO:

Por tudo exposto no presente documento requer que seja(m):
Que o bispo Manoel Ferreira seja afastando preventivamente da presidência da CONAMAD, até que os fatos constantes no presente documento sejam investigados e devidamente comprovados.

O presente documento seja analisado no prazo improrrogável de 72 horas, como posto no início do documento. Presumindo-se que a não apresentação de resposta formal no referido prazo dar-se-á por entendido que a CONAMAD APOIA a aliança do Bispo Manuel Ferreira com o auto intitulado MESSIAS REV. MOON. Bastando o presente documento como prova para as demais medidas legais a serem tomadas.

Notificado TODOS os pastores e líderes da CONAMAD presentes no evento ecumênico do GLOBAL DA PAZ no dia 11 de outubro de 2011, inclusive o deputado Distrital e pastor Benedito Domingos, para apresentarem justificativa do porque não interromperam a pregação satânica do enviado do reverendo Moon ao falar que “todos os caminhos levam a Deus (YAWEH)”

Enviado notificação à CGADB e CEADDIF bem como ao deputado Federal e Pastor Ronaldo Fonseca solicitando esclarecimentos sobre sua participação no evento GLOBAL DA PAZ como também se o mesmo se deu com o apoio das respectivas convenções.

Nestes termos pede deferimento

Brasília-DF, 30 de janeiro de 2011


--------------------------------------------------

Folha Gospel
Gospel Channel

Manoel Ferreira é acusado de usar laranja para abrir faculdade


Líder da Assembleia de Deus, Manoel Ferreira é acusado de usar laranja para abrir faculdade, dar golpe nos sócios e sonegar milhões em impostos.

É usual no País que Igrejas de diferentes confissões religiosas apoiem a criação e a manutenção de instituições de ensino, como escolas e faculdades. Mas deve ser um serviço voluntário, sem fins lucrativos.

O bispo Manoel Ferreira, ex-deputado pelo PR e presidente da Convenção Nacional das Assembleias de Deus (Conamad), teria invertido essa lógica. Lançando mão de expedientes pouco republicanos, teria recrutado laranjas, assinado contratos de gaveta e se tornado proprietário de um lucrativo negócio: a Faculdade Evangélica de Brasília.

Ferreira também teria demitido funcionários sem pagar direitos trabalhistas, sonegado milhões de reais em impostos federais e dado um golpe nos próprios sócios. Um desses sócios, o pastor Donizetti Francisco Pereira, resolveu quebrar o pacto de silêncio imposto por Ferreira em sua Igreja e procurou ISTOÉ para denunciar o caso. “Fui apunhalado pelas costas”, afirma Pereira. Sem dinheiro, impedido de trabalhar e com o nome sujo no SPC e no Serasa, ele tenta há meses contatar o bispo para negociar um acordo. “Não sou a única vítima dele, só que os outros sócios e professores têm medo de represálias”, diz.

Formado em teologia e administração, Donizetti entrou para a Conamad no início da década de 1990. Em 1999, chegou a vice-presidente da Faculdade de Teologia e dava aulas como voluntário. Em 2003, foi convocado a fundar, junto a outros pastores, a Faculdade Evangélica de Brasília Ltda, que só funcionaria dois anos mais tarde.

Com a entrada do dinheiro das mensalidades, começaram os desentendimentos entre os sócios. Teriam sido feitas, então, quatro alterações contratuais, sendo que a última estabelecia a divisão societária entre três pessoas: o pastor Eduardo Sampaio de Oliveira, com 20% das cotas, e os empresários Ricardo Luis Pereira e Ronaldo José Pires, dono do Salão do Automóvel de Brasília, ambos com 40%.

Entretanto, em 25 de julho de 2007, os sócios realizaram uma assembléia extraordinária que determinou a divisão da sociedade apenas entre dois sócios, Ricardo Pereira (47,5%) e a Conamad (52,5%). A ata da reunião, uma espécie de contrato de gaveta, foi assinada por todos os sócios, inclusive pelo bispo Manoel Ferreira, que passou então a figurar como sócio oculto da empresa.

A maracutaia é admitida pelo próprio pastor-laranja Eduardo Sampaio de Oliveira, que virou alvo de dezenas de ações de execução trabalhistas movidas por ex-funcionários contra a Faculdade Evangélica.

Para tentar evitar o bloqueio de seus bens, o advogado de Oliveira interpôs na Justiça do Trabalho recurso alegando que seu cliente “nunca foi sócio” da instituição de ensino. “No que pese 20% das cotas da Faculdade Evangélica de Brasília constarem do contrato social, a rigor este percentual nunca lhe pertenceu. A bem da verdade, as cotas são de propriedade da Conamad (Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil – Ministério Madureira), presidida pelo Bispo Manoel Ferreira”, escreve o advogado Raimundo Pereira, o advogado de Sampaio.

O próprio advogado reconhece que a Conamad, por ser entidade religiosa sem fim lucrativo, “não pode figurar como sócia em contrato social de empresa comercial”. E conclui como seu cliente virou laranja do bispo: “Por determinação do bispo Manoel Ferreira, ele foi designado para figurar no contrato, ficando a Conamad na condição de sócia oculta”. Uma verdadeira confissão de culpa.

Pelo que sugerem os documentos reunidos pelo pastor Donizetti Pereira, a tentativa de dar uma fachada de legalidade para o negócio é apenas um dos muitos pecados do bispo Manoel Ferreira. Após seis anos de existência, a Faculdade Evangélica está afundada em dívidas, é alvo de 140 ações trabalhistas, 18 ações de execução judiciais que superam R$ 1,6 milhão, além de pendências no Serasa e 108 protestos.

A faculdade também emitiu nada menos que 89 cheques sem fundo, de valores que variam R$ 45 a R$ 50 mil. “Eu recebi quatro cheques de R$ 50 mil por conta da venda das minhas cotas na sociedade. Quando fui sacar, eles sustaram os cheques”, afirma o pastor Donizetti Ferreira, que retirava mensalmente um pró-labore de R$ 3 mil. Ele conta que, além dos sócios que tomaram calote, há dezenas de professores, demitidos sem receber seus direitos trabalhistas. “Alguns sequer tiveram seus salários depositados no mês em que saíram da Faculdade”, afirma. A par da gestão temerária da instituição, o pastor revela que a Faculdade Evangélica não depositou o FGTS e o INSS dos funcionários, e recentemente foi multada pela Receita Federal em cerca de R$ 2 milhões por sonegação.

Consultados por ISTOÉ, o bispo Manoel Ferreira e o pastor Eduardo Sampaio não retornaram o contato. Resta saber que explicação eles darão a seus fiéis e à Justiça.

Fonte: Revista Isto É

Milhares participam de carreata no Pará em comemoração aos cem anos da Assembleia de Deus


Igreja fundada em Belém por dois missionários suecos tem dez milhões de fieis no país

Milhares de pessoas participaram, na manhã desta sábado (18), da Marcha do Centenário pelas principais avenidas de Belém (PA). Junto com outras atividades, a carreata celebrou os cem anos da Assembleia de Deus, que teve o início da sua história na capital paraense. Integrantes da igreja vieram de vários municípios do país para participar da programação, de carro, moto, bicicleta, além da caminhada. Um trio elétrico animou os participantes com músicas gospel.

A história da Assembleia de Deus no Brasil teve início com a chegada a Belém, em 19 de novembro de 1910, dos jovens suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg, vindos dos EUA para pregar o evangelho. A princípio, frequentaram a Igreja Batista, denominação a que ambos pertenciam nos Estados Unidos e, no ano seguinte, fundaram a Assembleia de Deus.

Desde a última quinta-feira (16), Belém tem abrigado diversos eventos para comemorar o centenário da igreja. Entre eles, a inauguração do Museu Nacional da Assembleia de Deus, que conta com um rico acervo literário, peças sacras, fotografias, instrumentos de trabalho e objetos pessoais das personalidades que participaram da construção dessa memória.

O prédio foi totalmente restaurado e a fachada é uma réplica da casa da irmã Celina Albuquerque, na Cidade Velha, onde aconteceram as primeiras reuniões dos fundadores da Igreja, Gunnar Vingren e Daniel Berg.

Em dez décadas de história, a Assembleia de Deus chega a 36 milhões de fieis no mundo, 10 milhões deles estão aqui no brasil. Só no Pará, existem 4.500 templos, o ultimo deles acaba de ser inaugurado. Vinte mil pessoas acompanharam as pregações na manhã deste sábado.


Samuel Câmara: "Membros da convenção da Assembléia de Deus do Pará são desviados, bandalheiros e arruaceiros"


Durante a 40ª Assembleia Geral Ordinária, que aconteceu na semana passada, o pastor Samuel Câmara da Assembleia de Deus de Belém do Pará fez denúncias e críticas severas contra o presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, o pastor José Wellington.

O líder da Igreja Mãe começa seu discurso mostrando sua indignação com a reunião que aconteceu na manhã daquele dia onde teria sido dito que os membros da Convenção do Pará são “desviados, bandalheiros e arruaceiros”. Contrariado, Câmara pede que na próxima reunião seja apresentado provas para essas acusações por que se não a Igreja do Pará irá romper com a convenção geral.

O microfone do pastor Samuel chegou a ser cortado diante das acusações que seguiram sobre vários desentendimentos que os dois teriam tido no passado. Outro assunto que foi levantado foi sobre um suposto linchamento de um pastor que teria acontecido com a permissão da mesa diretora da Convenção Geral, presidida por José Wellington.

Câmara também denuncia que as convenções estaduais que apóiam outros candidatos pra disputarem as eleições na CGADB passam a não ter apoio dos aliados do presidente reeleito, José Wellington. As últimas palavras do pastor Samuel Câmara são: O poder dos senhores não é eterno!


Justiça extingue processo que solicitava prestação de contas da CPAD e Assembléia de Deus


O processo 00164998420108190202 da 4ª Vara CívLinkel de Madureira, no Rio, foi extinto pela juíza Andréia Magalhães de Araújo, no dia 31 de março.

O presidente da Comissão Jurídica da CGADB, pastor e advogado Abiezer Apolinário da Silva anunciou a “notícia de ter sido prolatada a sentença no processo de prestação de contas, pela qual ele foi extinto”.

A ação foi proposta por pastores-membros da Convenção Geral (Confradesp, Comaderj, Ceader, Confrateres, Ceadam, Cieadep e Cemiadap), no dia 30 de maio de 2010, por entenderem que a prestação de contas da CGADB, durante a AGO em Serra (ES), de 20 a 24 de abril de 2009, omitia dos convencionais informações determinantes das contas da CPAD.

Os autores exigiam que a prestação de contas fosse efetivada de “forma detalhada e em linguagem mercantil”. Eles questionavam contratos, valores pagos sem comprovação aceitável, cheques devolvidos, acordos etc e ainda da CPAD, contas do envio de dólares aos Estados Unidos, pagamentos e contratos.

Ação, análise e sentença

Os pastores “Eraldo Cavalcante Passos, Carlos Alberto de Faria Pereira, Martinho Lutero Monteiro, Enock Pessoa da Silva, Moisés de Melo Ambrosio, Elias Santana e Heraldo Nascimento da Costa ajuizaram ação de prestação de contas em face de Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil – CGADB, representada por José Wellington Bezerra da Costa. Alegam, em síntese, que são membros da ré, uma vez que são filiados à convenções integrantes da demandada. Aduzem que receberam ´graves denúncias relativas à gestão do Presidente da Ré´ e que notificaram extrajudicialmente a demandada e a CASA PUBLICADORA DAS ASSEMBEIAS DE DEUS – CPAD, na intenção de que lhes fossem prestadas as contas da CGADB e DA CPAD, sem lograr êxito. Por fim, alegam que a administração da ré vem sendo alvo de ´atuação irregular na gestão da administração do patrimônio, das receitas e dos recursos da Ré´. Com a inicial vieram os documentos de fls. 19/102”.

A Contestação

“Contestação às fls. 10 8/124, instruída com os documentos de fls. 125/208, em que a parte ré alega, em preliminar, a impossibilidade jurídica do pedido, tendo em vista que ´exigem que ela preste contas para si mesma´ e a ilegitimidade ativa, sob o argumento de que as contas já foram prestadas para a Assembléia Geral, contando com a participação dos autores. No mérito, alega que a ação de prestação de contas não se presta a apurar ´eventual malversação de recursos e improbidade de seus administradores, inclusive o desvio de finalidade em benefício de terceiros´. Por fim, alega que os autores buscam desestabilizar a diretoria atual, uma vez que foram derrotados nas últimas eleições. Réplica apresentada às fls. 212/225”.

Análise da juíza

Na sentença a juíza diz o seguinte: “Inicialmente, afasto a preliminar suscitada pela parte ré de impossibilidade jurídica do pedido de prestação de contas, uma vez que o ordenamento jurídico não veda sua apreciação pelo Poder Judiciário. Verifica-se que na presente demanda os autores afirmam ser membros da parte ré, fato que não foi contestado pela demandada. Ao revés, a própria ré os reconhece como sendo membros de sua convenção. No entanto, deve ser acolhida a preliminar levantada para reconhecer que os autores não possuem legitimidade para propor a presente ação. A uma porque o destinatário das contas a serem prestadas pela parte ré é a Assembleia Geral, como se vê do disposto no artigo 32, I, do Estatuto da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, documento apresentado pelos próprios autores (fls. 53). A duas porquanto os membros de per si não são legitimados a exigir as contas da parte ré, mas somente a Assembleia Geral, o que não é o caso. Ademais, a indignação dos autores deve percorrer via distinta da ação de prestação de contas. Assim, verifica-se a carência acionária para a propositura desta demanda, tendo em vista a inexistência da legitimação para agir”.

Decisão

“Pelo exposto, JULGO EXTINTO O PROCESSO sem apreciação de mérito, nos termos do disposto no artigo 267, inciso VI, do CPC. Condeno os autores ao pagamento das custas processuais, taxa judiciária e honorários sucumbenciais, estes fixados em R$ 2.100,00 (dois mil e cem reais) a serem rateados entre os autores, em partes iguais. Transitada em julgado, dê-se baixa e arquivem-se. P.R.I. Rio de Janeiro, 31 de março de 2011. ANDRÉIA MAGALHÃES ARAÚJO, Juiz de Direito”.

Fonte: Fronteira Final

É preciso pagar para participar da rede social da Assembléia de Deus


“Um site interativo com as principais ferramentas onde se terá acesso as informações de todas as congregações, como horário de cultos e eventos, sendo que o usuário poderá interagir diretamente com os irmãos“ afirma Pedro Hungria, sócio da Com Viver empresa que idealizou o site.

A intenção dos idealizadores é “basicamente formar uma grande comunidade na rede social, transformando o real em virtual” afirma o empresário. Ele só "esqueceu" de avisar que é necessário pagar para obter quantos amigos quiser e postar um número ilimitado de fotos. Aqui então acaba a graça e a esperança de milhares de membros da Assembléia de Deus por todo o Brasil de ter um espaço para interação grátis dos assembléianos e dos jovens da Bléia.

LEIA COMPLETO NO BLOG OFICIAL DO
PROVOCADOR GOSPEL
O blog está em fase de inicialização!!

Centenário: Assembleia de Deus lança Rede Social


No próximo dia 21, acontecerá o lançamento do site “Comunidade AD” – a rede social da Assembleia de Deus Ministério do Belém.

“Um site interativo com as principais ferramentas onde se terá acesso as informações de todas as congregações, como horário de cultos e eventos, sendo que o usuário poderá interagir diretamente com os irmãos“ afirma Pedro Hungria, sócio da Com Viver empresa que idealizou o site.

A intenção dos idealizadores é “basicamente formar uma grande comunidade na rede social, transformando o real em virtual” afirma o empresário.

Na segunda, 7, eles estiveram no Belenzinho e fizeram uma demonstração do que será a nova rede social dos assembleianos.

No domingo, 13, pela manhã o site foi apresentado aos jovens no Belenzinho e á tarde aos obreiros no templo sede da AD Campinas.

Para o presidente do ministério pastor José Wellington Bezerra da Costa a intenção é “evangelizar, principalmente os jovens”.

Explicando o projeto aos milhares de obreiros que participavam da reunião de obreiros no Belenzinho na última segunda, 7, o pastor presidente da AD Campinas, Paulo Freire disse que “é importante nós termos um canal de comunicação entre nós”, ele alegou que as redes sociais que estão em alta “oferecem muitos perigos á nossa juventude e aos usuários em geral” e mostrou a necessidade de ter um veículo com conteúdo cristão.

Os interessados em conhecer o novo site poderão acessar www.comunidadead.com.br e preencher um pré-cadastro.

“Para usar os serviços, os usuários terão algumas facilidades, desde que se cadastrem, acessarão gratuitamente com algumas limitações, quem optar pelos planos oferecidos pela Comunidade AD terá acesso a outras ferramentas que o produto oferece. Pastores estão isentos de custos” explicou Pedro Hungria.

Com informações de Juarez Lima / Via: Revista Geração JC e redação Teens da Bléia

Assembléia de Deus cria plano para aumentar frequência na escola dominical


Assembleia de Deus tem estratégia ousada para atrair cada vez mais alunos para Escola Bíblica Dominical (EBD).

A Assembleia de Deus do Bom Retiro, em São Paulo, desenvolveu um projeto a fim de incrementar o ensino. A expectativa, que pode servir de modelo para outras denominações que vivem em crise nesta área de educação, é que em três anos a freqüência salte de 350 para mil alunos.

Desenvolvido pelo superintendente da EBD, pastor e escritor, Magno Paganelli, o desejo do gestor é que os alunos tragam outros.

“Temos uma frequência média de 350 alunos por domingo na EBD e cultos diariamente quando chegamos a ter mais de três mil pessoas presentes. Assim, queremos envolver todos os alunos para que convidem e tragam ao menos um novo aluno neste biênio.

Em termos estatísticos, é o mesmo que trazer meio aluno em um ano. É difícil? Evidentemente que não. É até constrangedor admitir que um aluno não consiga trazer meio novo aluno num ano. Só aqui devemos dobrar o número de novos alunos para 700.”, declara.

Além de trazer mil alunos o projeto é que haja uma manutenção deste grupo. “Por isso, vamos promover visitas e acompanhamento desses alunos, para que sejam envolvidos na comunhão, apascentados.”

Segundo Paganelli, o ensino, através da Escola Bíblica Dominical é o meio para se criar cristãos maduros. “Pergunte aos evangelistas de todos os tempos, aos pastores mais experientes, missionários, professores de seminários, aos vultos do passado, desde Moody no século 19 e todos eles responderão que o melhor caminho para a formação de cristãos maduros – mais que líderes – é a EBD. Eu acrescentaria que além de tudo, é o meio mais barato, o que não é pouca coisa diante da realidade brasileira.

Creio

Guerra por Assembléia de Deus tem invasão

A Igreja Assembleia de Deus, na rua Conselheiro Rodrigues Alves, no centro de São José dos Campos, foi invadida às 14h deste sábado por um grupo de oito pessoas armadas, que causaram bastante tumulto em frente ao templo.

Eles quebraram a porta da entrada (de vidro) e teriam agredido os fiéis que se opuseram à invasão. Quatro pessoas sofreram lesões leves e registraram boletim de ocorrência.

“Eu estava conversando com os irmãos quando os elementos armados entraram gritando: ‘Perdeu, perdeu! Vocês vão ter que sair da igreja’” – revelou o advogado Renato Alves de Souza, 42 anos.

O grupo liderado pelo antigo pastor, Antônio Sellare, estaria reivindicando o poder da igreja, ao qual teria renunciado em 2009, segundo o advogado Georges Salim Assad Júnior.

Assad representa o atual pastor da igreja, Samuel Câmara, que mora em Belém do Pará e vem a São José para presidir cultos semanais.

“Ele [o pastor Antônio Sellare] quer voltar para a igreja, apoiado por apenas 11 pastores, sendo que a igreja tem 500. Amanhã [hoje] faremos uma nova assembleia para que os fieis estabeleçam uma diretoria provisória, conforme manda o estatuto da igreja”, disse.

Outro lado

O pastor Sellare preside uma junta de pastores que julgou supostas irregularidades que teriam sido cometidas durante a gestão de Câmara, que deveria estar afastado da igreja.

De acordo com Sellare, o atual pastor está sendo processado por lavagem de dinheiro. “O estatuto da igreja diz que se o pastor estiver envolvido em operações que venham denegrir a instituição deve ser tirada uma junta de pastores e evangelistas do ministério para que os atos sejam julgados”, explicou.

Ainda segundo o pastor, “a justiça autorizou a junta a tomar posse, ainda que seja necessário o arrombamento”.

Ele admitiu ter contratado escolta armada para fazer a sua proteção porque ele estaria sendo ameaçado de morte por fiéis favoráveis à Câmara.
Sellare não admitiu as agressões. “Quando eu cheguei a porta já estava aberta”, disse.

Mais

Na semana passada os fiéis se recusaram a cumprir a determinação da justiça e um novo tumulto foi armado.

A questão envolve troca de acusações mútuas entre os dois grupos rivais. Segundo o pastor Raimundo Coelho Amaral, 42 anos, Sellare teria deixado um rombo de R$ 3 milhões nos cofres da igreja.

“Agora que o pastor Câmara pagou essa dívida eles querem retomar a igreja”, disse.
O advogado Georges Assad Júnior disse que a junta formada por Sellare não encontra respaldo no estatuto.

“É um artifício para ele voltar ao poder. A convocação dos membros não foi idônea porque não houve assembleia. Queremos que os fieis definam a nova junta, e é isso que vai acontecer amanhã”.

Fonte: Vale

‘Guerra’ na Assembleia de Deus envolve denúncias de corrupção, agressões, polícia e justiça


Insatisfação com a nova administração do pastor Samuel Câmara (foto) levou fiéis da Assembleia de Deus de São José dos Campos a procurar ajuda judicial.

Uma igreja em pé de ‘guerra’. Na tarde de ontem, pela segunda vez em três dias, fiéis da igreja Assembleia de Deus de São José dos Campos se negaram a cumprir uma ordem judicial que determina que a presidência da igreja matriz da denominação seja transferida para uma junta de pastores, representados por Antônio Luis Celani, o antigo pastor .

A história, que envolve a troca de acusações e agressões entre os grupos rivais, teve início há cerca de um ano, quando o pastor Celani deixou o cargo.seu lugar, assumiu o também pastor Samuel Câmara, de Belém (PA).

Mas a insatisfação com a nova administração do templo levou uma parcela dos fiéis a procurar ajuda judicial.

Direta ou indiretamente, essa disputa afeta a atuação das 182 igrejas mantidas pela denominação em São José (subordinadas à matriz), que juntas possuem patrimônio avaliado em R$ 30 milhões (apenas contando imóveis). São 10 mil fiéis.

Justiça

Em outubro, o grupo descontente com a presidência atual acionou a Justiça, que no último dia 17 concedeu liminar determinando o afastamento da atual diretoria. No entanto, ela se nega a deixar a igreja.

No início da tarde de ontem, um grupo de fiéis cercou o pátio da matriz com automóveis. Um oficial de justiça esteve no local, mas, novamente os fiéis, que já ocupavam o prédio, se negaram a sair do templo. Alegando não serem representantes da igreja, disseram não poder assinar a ordem da Justiça.

Cerco

A Polícia Militar foi chamada, mas não entrou na igreja, porque foi surpreendida com o número de pessoas no local. Os fiéis que ocupavam a igreja comemoraram a saída das autoridades com uma oração do lado de fora da igreja.

No domingo, fiéis favoráveis ao retorno de Celani tentaram entrar no templo. Houve confronto com o grupo rival. O tumulto somente foi contido com ajuda da Polícia.

Fonte: Rede Bom Dia / GOSPEL CHANNEL RCSP
© 2008-2021 Gospel Channel Brasil
Criado por templateszoo